Escolher uma profissão nem sempre é fácil. É preciso pensar em diversos fatores, como aptidões pessoais, mercado de trabalho e média salarial ou investimento inicial, por exemplo. E em todos esses requisitos a iluminação para festas tem se mostrado um excelente negócio, afinal a produção de eventos anda de vento em popa.

Para se ter uma ideia, segundo a Federação Brasileira de Convention & Visitors Bureaux, há quase 1.700 espaços para eventos ativos hoje no país. Além disso, o segmento de luzes para festa é um dos mais aquecidos, sem qualquer sinal de crise ao longo dos anos.

Quer saber mais? Veja por que a iluminação para festas é uma das profissões mais promissoras do país!

Iluminação para festas: renda extra ou profissão?

Para quem trabalha com iluminação para festas as opções são muitas, da profissionalização à renda extra. Afinal, é perfeitamente possível compatibilizar outra ocupação profissional com a produção de eventos nos finais de semana, feriados e períodos ociosos.

Para quem faz questão de carteira assinada, há várias empresas que produzem eventos de forma constante e periódica. Entre elas estão igrejas, resorts, associações, hotéis, clubes e instituições de ensino, por exemplo.
Nesse caso, a média salarial nacional fica em torno de R$ 1.700, mas pode variar bastante de acordo com a região e o local de trabalho.

Tenha seu próprio negócio de luzes para festa

Por outro lado, empreender tem sido a solução para um grande número de pessoas que querem mais independência financeira. Ao ter seu próprio negócio de luzes para festa você não fica preso a um salário fixo. Ao contrário, o profissional contabiliza seus ganhos de acordo com a produção, praticamente sem limites.

A qualidade do serviço prestado será o determinante para a quantidade de clientes que terá. É bom lembrar que esse quesito engloba tanto o atendimento ao cliente propriamente dito, quanto a qualidade dos equipamentos.

A dica, aqui, é saber dimensionar suas necessidades, adquirindo aparelhos que correspondam ao seu perfil de empreendedor. Com os materiais certos para o tamanho dos eventos que produz, o negócio tem um melhor custo-benefício e sustentabilidade.

É a otimização do seu investimento inicial.

E isso vale também para quem quer começar fazendo apenas uma renda extra. Ter seu próprio equipamento melhora o retorno e o lucro sobre os ganhos. Você fica menos exposto à sazonalidade do mercado de locação e aproveita muito mais seus rendimentos.

Qualificação profissional é fundamental

Por mais que haja um conhecimento informal, fruto da experiência, é muito importante que o profissional tenha uma qualificação específica.

Um curso técnico de iluminação melhora sua gama de conhecimento e aumenta a credibilidade perante os clientes. Além disso, contribui para a respeitabilidade e consolidação da sua marca no mundo da produção de eventos.

Assim, um bom profissional de iluminação para festas deve ter conhecimento técnico, claro, mas também estar a par das últimas novidades em aparelhos.

A qualidade e a escolha certa do equipamento pode gerar muitas outras oportunidades. Afinal, a iluminação correta não só agrada ao seu cliente, mas faz com que o evento se torne memória recorrente na lembrança dos participantes.

Dessa forma, você estará valorizando a festa do seu contratante, fidelizando seu cliente e ainda ganhando outros entre os próprios convidados.

É igualmente importante ressaltar que estar à frente na sonorização, fornecendo uma solução completa, é essencial para quem busca uma renda extra com eventos. Seja como DJ, produtor, locador de equipamentos, instalador ou mesmo tudo isso junto! Ser versátil é a chave!

Agora, se você quer entender ainda mais sobre a iluminação de um evento e como torná-lo em um sucesso, confira nosso e-book GRATUITO "Como Fazer um Evento: Quais Equipamentos de Iluminação Escolher? [clique aqui para baixar]"!

Como é o serviço de iluminação para festas?

Mas atenção, muito se engana quem pensa que fornecer luzes para festas é apenas ligar equipamentos em tomadas. Independentemente do tamanho do evento, a iluminação deve ser pensada e repensada em vários aspectos, inclusive a logística. Por isso, antes de fazer qualquer escolha, procure ter resposta para alguns questionamentos.

  • Sobre a festa em si: Qual o tipo e objetivo da festa? Quantas pessoas são esperadas e qual o público-alvo?
  • Sobre o tema: Há um tema definido? Quais as principais cores? Haverá um momento de ápice? Há uma playlist definida previamente? Quais os complementos (cenário, figurinos, cortinas, balões, etc) que devem interagir com as luzes para festa?
  • Sobre a hora e o local da festa: Será de dia ou à noite? Em local aberto ou fechado? Qual o tamanho do local? Há muitas portas e janelas? Como é a incidência de luz natural? Haverá pista de dança?
  • Detalhes técnicos: Qual a voltagem local, quantas tomadas existem, comportam quantos aparelhos? Como será o transporte dos equipamentos? É possível fazer teste técnico prévio? Há gerador de energia no local ou é preciso providenciar?

Procure saber o máximo possível sobre o evento. Apenas depois que tiver essas respostas em mãos parta para a criação da parte cênica através da escolha dos equipamentos mais adequados.

Mas lembre-se sempre: o objetivo da produção de eventos é criar ocasiões memoráveis. Por isso pense na iluminação para festas como protagonista de uma peça cheia de atores, nunca de um monólogo.

Assim você terá tudo para ser um excelente profissional e conquistar sua parcela do mercado!

Quer saber mais sobre a iluminação para festas? Deixe sua sugestão aqui nos comentários e continue acompanhando nossos posts!